sábado, 2 de abril de 2011

Não queira tentar compreender


A quem for esse poema ler,

Não insista em tentar entender,

Algo que não basta compreender.

Sei que meu destino já está traçado,

Não tem como ao passado retornar,

Por isso uma decisão terei que tomar.

O tempo vai sempre está me torturar,

E eu sempre tentando compreender

Aquilo que não tem o que entender

E assim, nessa escuridão, vou morrer!

Rodrigo Modena

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget