sábado, 25 de dezembro de 2010


Nasce o destinado a ser mal compreendido
Ter seu amor não correspondido...
Lembrado por falecer tamanha a obediência a sua paixão
Sua agonia e dor, fúnebre cnação.
Príncipe sagrado, infeliz nascido
Sua carne se rasga...
...No peito a maior chaga.
Nome nunca - nunca! - esquecido.
Por você três mil anos teria nascido.
E 3 mil natais existido...



Astehria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget