terça-feira, 28 de dezembro de 2010

SIMULTANEIDADE - Mario Quintana


- Eu amo o mundo! Eu detesto o mundo! Eu creio em Deus! Deus é um absurdo! Eu vou me matar! Eu quero viver!

- Você é louco?
- Não, sou poeta.

Mario Quintana - A vaca e o hipogrifo (Poesia Completa, p. 535)

Um comentário:

  1. Dedico este post a uma pessoa muito especial. Espero que lendo Mário Quintana compreende determinadas coisas e num leva a ferro e fogo algo que um poeta escreve.

    Beijos!!!

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget