quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

    Tenho esperança ? Não tenho.
    Tenho vontade de a ter?
    Não sei. Ignoro a que venho,
    Quero dormir e esquecer.

    Se houvesse um bálsamo da alma,
    Que a fizesse sossegar,
    Cair numa qualquer calma
    Em que, sem sequer pensar,

    Pudesse ser toda a vida,
    Pensar todo o pensamento -
    Então [...]

    Fernando Pessoa, 11-12-1933.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget