terça-feira, 22 de março de 2011


Respire em mim... fundo,
Para que eu respire... e viva.
E me abrace apertado para eu dormir
Suavemente segura por tudo que você dá.

Venha me beijar, vento, e tire meu fôlego
Até que você e eu sejamos um só,
E dançaremos entre os túmulos
Até que toda a morte se vá.

E ninguém saiba que existimos
Nos braços um do outro,
A não ser Aquele q soprou o hálito
Que me esconde livre do mal.

Venha me beijar, vento, e tire meu fôlego
Até que você e eu sejamos um só,
E dançaremos entre os túmulos
Até que toda a morte se vá.

[Trecho do livro Cabana]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget