quinta-feira, 16 de junho de 2011

Carta VIII

Outro pássaro cantou na janela esta manhã.
Saltando galho a galho.
Sua voz tão aguda...
Porque ele pode gritar à ausência de quem ama
E eu não?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget